URGENTE: Policia mata seis bandidos em confronto

Os bandidos estavam em dois carros e teriam reagido à abordagem dos policiais, um dos carros usados pelos bandidos Corolla era blindado.

Segundo as primeiras informações preliminares, os suspeitos estavam em uma estrada de chão na região de mata. Além dos seis que foram mortos, outros fugiram pela mata e são procurados pela polícia.
A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) está no local e coleta dados sobre a cena do crime, o confronto aconteceu nos fundos do Belvedere II, em Cuiabá.

a ocorrência segue em andamento mais informações em instantes.

NOTA DA POLÍCIA MILITAR 

A PMMT confirma confronto com equipes do Bope no bairro Itamaraty, em Cuiabá, com seis suspeitos mortos. Os suspeitos estavam em dois veículos, um Uno e um Corolla, esse último com vidros blindados. Reagiram a tentativa de abordagem atirando na direção dos policiais, um deles chegou a fugir baleado para uma área de Mato, onde foi localizado morto. Nos veículos haviam seis armas, que seriam 4 pistolas e dois revólveres. O comandante do Bope, TC Roque, e o comandante do Cesp(Comando Especializado da PMMT), coronel Pinheiro, acompanham os procedimentos no local. Polícia Técnica, IML e outras unidades de procedimentos policiais foram acionadas.
ATUALIZADA

Um dos mortos  durante a troca de tiros com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), na manhã desta quarta-feira (29), no bairro Itamaraty, em Cuiabá. Segundo as informações, o militar seria o soldado Taques, que ingressou na corporação em 2011.

Outro criminoso seria filho de um policial militar. De acordo com informações divulgadas pelo programa Balança MT (TV Cidade Verde), o garoto teria pegado uma arma do pai escondido.

Segundo as informações, o rapaz que não teve o nome identificado, saiu durante a madrugada com a arma de fogo. O pai, sargento da PM, só deu falta do objeto durante a manhã.
Os seis bandidos planejavam efetuar roubos na região do condomínio de luxo Belvedere, em Cuiabá. Um dos criminosos foi identificado como Leonardo Vinicios Pereira de Moraes. Ele fazia uso de tornozeleira eletrônica e pelo monitoramento foi possível identificá-lo.

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), outro criminoso também usava tornozeleira eletrônica.

Fonte: JornalInforondonia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA